Câmara nos bairros

PUBLICIDADE

Operação “Big Boss” desarticulada organização criminosa especializada em fraudes bancárias e lavagem de dinheiro em Marabá

Três indivíduos foram detidos na cidade de Marabá, em uma operação conjunta das Polícias Civis do Distrito Federal, Pará, Goiás e Espírito Santo, nesta quinta-feira (17). A ação, batizada de “Big Boss”, teve o objetivo de desmantelar uma organização criminosa especializada em fraudes bancárias e lavagem de dinheiro.

A Polícia Civil do Pará participou ativamente da operação, que resultou na execução de nove mandados de prisão preventiva e 10 mandados de busca e apreensão. As cidades de Marabá (PA), Samambaia (DF), Planaltina (GO), Serra (ES) e Goiânia (GO) foram alvos dos mandados, com as autoridades buscando evidências para desvendar as atividades da organização criminosa.

A designação “Big Boss” foi escolhida devido ao apelido pelo qual o líder do grupo era conhecido entre seus comparsas. De acordo com informações das autoridades, o líder dos criminosos era chamado de “patrão” pelos demais membros da organização.

As ações ilícitas da organização tiveram um impacto financeiro significativo ao longo dos anos, acumulando um prejuízo total estimado em cerca de 300 milhões de reais ao longo da última década. Desde 2019, os membros da organização criminosa em questão utilizaram estratégias de ocultação dos valores adquiridos através dos golpes, incluindo a criação de empresas fictícias e aquisições de bens de luxo.

Os bens adquiridos pelos criminosos foram objeto de sequestro judicial como parte do processo de investigação. As atividades da organização criminosa, que incluíam a lavagem de dinheiro, podem resultar em penas de mais de 15 anos de reclusão para os envolvidos.

Vale destacar que o líder do grupo possui histórico criminal por diversos delitos, incluindo formação de quadrilha, furtos qualificados, organização criminosa e posse de drogas. Além disso, um dos alvos da operação chegou a se candidatar a vereador em Planaltina (GO).

Os indivíduos detidos passarão por procedimentos legais e ficarão à disposição da justiça para responderem pelos crimes imputados a eles. A operação “Big Boss” reforça a cooperação entre diferentes forças de segurança para combater atividades criminosas que prejudicam a sociedade e a economia do país.

Compartilhar essa matéria

Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

PUBLICIDADE

Js Rastreamento
Essence Estética
Js Rastreamento
Bioquality

PUBLICIDADE